Prémio Amadeo de Souza-Cardoso consagra escultor Alberto Carneiro

24 Junho, 2015

O escultor Alberto Carneiro é o vencedor do Prémio de Consagração ou Grande Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, na sua décima edição, ficando, assim, distinguida, extraconcurso, a sua carreira, iniciada em 1947. O Júri, que deliberou por unanimidade, foi constituído por António Cardoso, Laura Castro, Lúcia Matos, João Pinharanda e Sérgio Mah.

Na fundamentação da sua decisão, o Júri justifica a atribuição do Prémio Consagração a Alberto Carneiro “como reconhecimento do lugar central da sua obra no contexto da arte contemporânea. Tanto do ponto de vista da prática artística como da reflexão teórica, acrescenta-se, a obra de Alberto Carneiro não abre apenas um campo novo na realidade portuguesa dos anos de 1960, como se encontra em perfeita sincronia com as linguagens internacionais onde se insere. Do mesmo modo, Alberto Carneiro desempenha um papel fundamental como cidadão interveniente no campo da divulgação da arte contemporânea em Portugal, quer como professor quer como promotor de iniciativas artísticas descentralizadoras, relacionadas com o ensino e com a afirmação do ‘campo expandido’ da escultura”.

Com periodicidade bienal, o Prémio Amadeo de Souza-Cardoso (PASC) tem uma tripla premiação: consagração, extraconcurso, da carreira de um(a) artista português/portuguesa escolhido(a), o qual é convidado(a) a realizar uma exposição de obras suas em espaço nobilitador do Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, com catálogo apropriado, sendo o prémio a aquisição de uma ou mais obras para as coleções do Museu, até ao montante máximo de 25.000,00 euros.

Na segunda modalidade de premiação, o Júri convida um conjunto de artistas de entre os quais é atribuído o Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, indivisível, no valor de 10.000,00€, ficando a obra premiada a pertencer ao Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, no pressuposto da sua oportuna musealização.

Finalmente, em cada edição do Prémio Amadeo de Souza-Cardoso é atribuído o Prémio de Aquisição do Grupo dos Amigos da Biblioteca-Museu - a um(a) artista selecionado(a) para a fase de exposição, que é indivisível, no valor de 7.500,00€, ficando a obra premiada a pertencer ao Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso.

Alberto Carneiro passará, a partir de agora, a figurar na galeria dos artistas consagrados por esta iniciativa bienal de arte promovida pela Câmara Municipal de Amarante, onde já constam os nomes de Fernando Lanhas (1997), Fernando Azevedo (1999), Costa Pinheiro (2001), Júlio Pomar (2003), Nikias Skapinakis (2005), Ângelo de Sousa (2007), João Vieira (2009), António Sena (2011) e Paula Rego (2013).

 

Dados Biográficos de Alberto Carneiro

 

 

De 21 a 24 de janeiro: Entrada gratuita no Museu Amadeo de Souza-Cardoso
20 Janeiro, 2020

Terminada a exposição"Abstração. Arte Partilhada Coleção Millennium bcp", seguem-se os trabalhos de desmontagem das 36 obras patentes e de montagem de parte da co...

Últimos dias para visitar a exposição "Abstração. Arte Partilhada Coleção Millennium bcp"
15 Janeiro, 2020

Quem ainda não teve oportunidade para visitar a exposição "Abstração. Arte Partilhada Coleção Millennium bcp", patente no espaço da exposiç&a...

Aquisição de obra de Eduardo Batarda
5 Dezembro, 2019

Na sequência da atribuição do Grande Prémio Amadeo de Souza-Cardoso a Eduardo Batarda, foi decidido, pelo júri presidido por Raquel Henriques da Silva e pela Direcção...

por thesign

VISITAS / CONTACTOS

Alameda Teixeira de Pascoaes
4600-011 Amarante - Portugal
+351 255 420 282 (Atendimento/Receção)
+351 255 420 272 / 238
mmasc@cm-amarante.pt

| Política de Privacidade

| Termos e Condições

| Condições Gerais de Venda