Amadeo em Congresso nos dias 4 e 5 de novembro

17 Outubro, 2016

A Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), em colaboração com o Museu Nacional de Soares dos Reis, organiza, nos próximos dias 4 e 5 de novembro, o Congresso Internacional Amadeo de Souza-Cardoso, no âmbito do centenário da Exposição de Pintura (Abstracionismo) Porto 2016.

Tratou-se da primeira exposição individual do pintor em Portugal, realizada no Porto, em novembro de 1916, e que, no Congresso, se pretende contextualizar, compreender e analisar. Pretende-se, igualmente, analisar a vida e a obra de uma figura ímpar no panorama artístico português.

Amadeo de Souza Cardoso, sinónimo do modernismo entre nós, é uma personalidade complexa com a consciência e a determinação singulares de um espírito e de um destino de artista a cumprir num percurso de pesquisa disciplinada e perseverante. A perceção de si, das suas raízes (Manhufe, Amarante), do seu tempo-lugar (Paris), e da própria agitação interior, implicaram-no em experiências e em estudos de construção plástica que não se encerram nas linguagens dos movimentos ou dos manifestos do seu tempo.

Cores, formas, composições, em ritmos de elaboração dialogantes com as propostas das vanguardas, conjugam-se com citações constantes das origens: “Nada tem que ver a minha maneira de sentir e compreender com futuristas ou cubistas e se alguma coisa tem é a justificação do contrário. (…) A arte tal como a sinto é um produto emotivo da natureza”. (Correspondência, 1913).

Capacidades raras de autocrítica, associadas ao orgulho das origens, compreensão e perspetivação do sentido do seu trabalho no contexto artístico, fazem de Amadeo — que disse ter mais fases do que a lua (Correspondência, s/d [c. 1910]) e ter um espírito complicado, suscetível de crises (Correspondência, s/d [c. 1910]) — o autor de uma obra vasta, coerentemente interrogadora, caleidoscópica, vital, frequentemente esfíngica (à maneira de Pessoa), síntese de contrários. Português e universal, elitista sem diletantismos e em trabalho constante: “je travaille...” (Correspondência, 1916).

A participação no Congresso é livre, estando, porém sujeita a inscrição até ao próximo dia 30 de outubro.


>PROGRAMA<

De 21 a 24 de janeiro: Entrada gratuita no Museu Amadeo de Souza-Cardoso
20 Janeiro, 2020

Terminada a exposição"Abstração. Arte Partilhada Coleção Millennium bcp", seguem-se os trabalhos de desmontagem das 36 obras patentes e de montagem de parte da co...

Últimos dias para visitar a exposição "Abstração. Arte Partilhada Coleção Millennium bcp"
15 Janeiro, 2020

Quem ainda não teve oportunidade para visitar a exposição "Abstração. Arte Partilhada Coleção Millennium bcp", patente no espaço da exposiç&a...

Aquisição de obra de Eduardo Batarda
5 Dezembro, 2019

Na sequência da atribuição do Grande Prémio Amadeo de Souza-Cardoso a Eduardo Batarda, foi decidido, pelo júri presidido por Raquel Henriques da Silva e pela Direcção...

por thesign

VISITAS / CONTACTOS

Alameda Teixeira de Pascoaes
4600-011 Amarante - Portugal
+351 255 420 282 (Atendimento/Receção)
+351 255 420 272 / 238
mmasc@cm-amarante.pt

| Política de Privacidade

| Termos e Condições

| Condições Gerais de Venda