Crianças em férias meteram a “mão na massa”

1 Agosto, 2017

Trinta e três crianças de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os seis e os 12 anos, participaram, entre 24 e 28 de julho, num ateliê organizado pelo Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso (MMASC), designado “Mãos na Massa”, tendo como tema os doces conventuais de Amarante.

Os participantes foram convidados a conhecer as origens e história daqueles doces, que remetem para as freiras clarissas do Convento de Santa Clara, tendo, eles próprios, confecionado alguns, sob a orientação da conhecida “mestre” ‘Milinha do Moinho’.

Motivadas, as crianças acompanharam (e experimentaram) todas as fases de produção, desde o partir dos ovos à junção do açúcar e à produção da massa, não faltando os que, munidos de caderno ou bloco, fizeram questão de anotar as receitas e os passos a dar para se conseguirem os verdadeiros doces conventuais de Amarante.

No final, cada criança levou para casa, numa caixinha, os doces que produziu e que terão feito, por certo, as delícias dos familiares. Para que conste, todos os meninos confecionaram, individualmente, papos d’anjo, foguetes e brisas do Tâmega e co-participarm na produção de lérias e S. Gonçalos.

O enquadramento para mais este ateliê do MMASC está plasmado no texto que se segue e com o qual se fazia a promoção do evento.

“Depois de um ano letivo por certo trabalhoso e exigente, chegaram as férias. É tempo de recuperar energias, repousar e, quem sabe, de desafios.

O Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso tem um para te fazer. Em forma de Ateliê, modalidade que permite sempre muita partilha e convívio, propomos-te que “metas a mão na massa” e produzas doces conventuais de Amarante, segundo a tradição das freiras clarissas do Convento de Santa Clara, ativo até finais do século XIX, e em cujas instalações funciona, hoje, a Biblioteca Municipal Albano Sardoeira.

E que doces são esses? Confecionam-se à base de ovos e chamam-se Papos d’Anjo, S. Gonçalos, Foguetes de Amarante, Brisas do Tâmega e Lérias. Ah! As Lérias são os únicos que não levam ovos e os Papos d’Anjo são envolvidos por hóstia.

Vai ser divertido e há muitas aprendizagens para fazer. Fáceis, já se vê, porque connosco vai estar a Professora Emília, do “Moinho”, dona de muitos saberes na arte de confecionar doçarias”.

E foi assim que, ao longo de cinco dias, 33 meninos foram pasteleiros, numa atividade simultaneamente lúdica e pedagógica e de convívio entre participantes.

 

 

MMASC aberto ao público na terça-feira de Carnaval
28 Fevereiro, 2019

Na próxima terça-feira dia 05 de março, data em que se celebra o Carnaval, o Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso estará aberto ao público, no seu horário habitual de fu...

Museu expõe a Procissão Corpus Christi e Cosinha da Casa de Manhufe
26 Fevereiro, 2019

No âmbito do Programa Evocativo do Centenário da Morte de Amadeo de Souza-Cardoso, o Museu acolhe, até ao próximo dia 26 de abril, mais duas obras do percursor modernista, intituladas &ld...

Museu reforça o seu posicionamento com novo aumento de visitantes em 2018
28 Janeiro, 2019

No ano que ficou marcado pela Evocação do Centenário da Morte de Amadeo de Souza-Cardoso, o Museu Municipal voltou a afirmar-se, registando um acréscimo de cerca de 17 por cento do n&uac...

por thesign

VISITAS / CONTACTOS

Alameda Teixeira de Pascoaes
4600-011 Amarante - Portugal
+351 255 420 282 (Atendimento/Receção)
+351 255 420 272 / 238
mmasc@cm-amarante.pt

| Política de Privacidade

| Termos e Condições