Intervenção do Arquitecto Alcino Soutinho

 

O Município e a Biblioteca-Museu* ocupam o Convento de São Gonçalo, obra do fim do século XVI cujo traçado, já de si heterogéneo, foi significativamente alterado por força das complexas vicissitudes por que passou ao longo de quatro séculos de história.

O edifício, localizado em pleno centro de Amarante, continua, apesar das transformações, a manter uma presença extremamente forte no perfil do aglomerado, constituindo juntamente com o rio e uma velha ponte a imagem da cidade.

A intervenção visou antes de mais restituir ao Convento a sua autenticidade, aceitando as contradições resultantes das suas múltiplas vivências: ora introduzindo estruturas modernas capazes de responder às novas realidades funcionais, ora exaltando selectivamente percursos, espaços e elementos arquitectónicos mais expressivos.

A aplicação destes conceitos genéricos encontra a sua consequência prática mais significativa na reconstituição dos dois claustros, cujos espaços originais se encontravam desvirtuados pela demolição do corpo que os separava.

A nova estrutura, destinada a exposições e equipamento complementar da Biblioteca-Museu*, embora respeitando a volumetria desaparecida, propõe um diálogo renovado com a história através de um desenho original, profundamente estimulado pelas pré-existências.

Face ao estado de degradação das estruturas construtivas, ao carácter híbrido da arquitectura e bem assim de documentação histórica, a recuperação do conjunto não poderia nem foi, neste caso, entendida com o sentido de recomposição arqueológica. Resulta antes e no essencial da interpretação – necessariamente subjectiva – da organização espacial e dos caracteres tipológicos de uma construção extremamente receptiva.

O tema sempre polémico do restauro arquitectónico encontrou aqui sobretudo motivações para a revitalização de um monumento que agora, ao adquirir um novo significado cívico-cultural, tornará a ser um factor de desenvolvimento para a cidade e para o território envolvente.

Alcino Soutinho, Arquitecto


Colaboração:
Luís Casal, Arquitecto
José Miranda, Arquitecto

*Actualmente Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso

por thesign

VISITAS / CONTACTOS

Alameda Teixeira de Pascoaes
4600-011 Amarante - Portugal
+351 255 420 272
+351 255 420 238
mmasc@cm-amarante.pt